ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL - 2002

PARQUE ECOLÓGICO PREFEITO ROLF COLIN
Criado pelo Decreto Municipal nº 6.959/92, com área de 16,3 km², localiza-se nas encostas da serra do Mar, abrangendo as nascentes do rio Piraí e parte da serra da Tromba, a oeste da área urbana, com acesso pela estação de tratamento de água desse rio. Foi criado para garantir a preservação da floresta Atlântica e da fauna da região das nascentes do rio Piraí, visando manter uma boa qualidade de água daquele manancial, bem como a manutenção da vazão do rio.

PARQUE MUNICIPAL DA ILHA DO MORRO DO AMARAL
Criado pelo Decreto Municipal nº 6.182/89, com área de 2,7 km², localiza-se ás margens da baía de Babitonga, na saída da lagoa de Saguaçu, com acesso pela avenida Kurt Meinert, no bairro Paranaguamirim. A ilha possui privilegiada situação geográfica, apresentando grande potencial ambiental e turístico. O local também abriga sítios arqueológicos (sambaquis) e uma comunidade antiga de pescadores artesanais. A ilha é envolvida por manguezais, que também justificam sua proteção.

ESTAÇÃO ECOLÓGICA DO BRACINHO 
Criada pelo Decreto Municipal nº 22.768/84, com área de 46,1 km², localiza-se na região oeste do município de Joinville, abrangendo também parte do município de Schroeder. A Estação ecológica envolve a represa do rio do Júlio, em Joinville, ou pela antiga Usina Hidrelétrica do Bracinho, em Schroeder. Sua função é proteger a flora e a fauna do local, visando um abastecimento regular das represas que acumulam a água utilizada nas usinas hidrelétricas da região.

MORRO DO BOA VISTA
Localizado na área urbana, o morro do Boa Vista é um dos referenciais mais importantes da cidade. Por localizar-se na área central, é um local turisticamente muito visitado, cujos atrativos são sua floresta extremamente significativa e o Mirante, torre de 25 metros de altura, onde é possível observar grande parte da vertente atlântica do nordeste catarinense. Acesso pela rua Saguaçu.

PARQUE MUNICIPAL MORRO DO FINDER
É o primeiro parque de preservação, conservação e educação ambiental de Joinville, criado pelo Decreto nº 7.056/93, com aproximadamente 500.000m², localiza-se no morro do Iririú, bairro Iririú. É uma áreade grande interesse preservacionista, devido ás espécies em extinção existentes no local. Sua flora e fauna, de grande exuberância, são exemplos característicos da biota que predomina na região, a mata Atlântica ou floresta ombrófila densa. 
Dotado de trilhas de observação para pedestres, pista de mountain bike e área de repouso, o Parque Municipal Morro do Finder é uma opção de lazer ligada à educação ambiental.

ÁREA DE PROTEÇÃO AMBIENTAL “SERRA DONA FRANCISCA E QUIRIRI”
Criada através do Decreto Municipal nº 8.055/97, abrange uma área de aproximadamente 516 km², e está localizada nas encostas na serra do Mar e planalto Ocidental, na porção oeste do município de Joinville. Envolve a região dos mananciais dos rios Cubatão e Piraí. A APA Quiriri, que envolve a bacia hidrográfica do rio Quiriri e parte da serra do Quiriri, localiza-se no município de Garuva, sendo uma continuação da APA Serra Dona Francisca. O objetivo principal das APAs é a proteção ambiental da região envolvida, principalmente dos recursos hídricos, de forma a garantir o abastecimento público de água potável . Outro objetivo das APAs é a manutenção das atividades econômicas desenvolvidas na região, de forma compatível com a proteção ambiental, estimulando atividades não degradantes, tais como o turismo rural, o manejo florestal e a agricultura orgânica, restringindo atividades que possam degradar o ambiente, tais como mineração, uso industrial e expansão urbana.

PARQUE  ZOOBOTÂNICO 
Criado pelo Decreto Municipal nº 7.056/93, com área de 17.000 m², localiza-se no morro do Boa Vista, bairro Boa Vista. A valorização da mata Atlântica e de sua fauna foi a principal razão pela qual esse parque foi criado e também para atender a uma antiga reivindicação da comunidade local em termos de área de lazer. O plantel do parque é formado por aproximadamente 200 animais, que são mantidos em regime de cativeiro, e por uma grande variedade de animais que coabitam o complexo florestal do morro do Boa Vista, mas procuram esse lugar em busca de alimento e abrigo seguro.

PARQUE ADALBERTO SCHMALZ
A importância de despertar o interesse pela preservação ecológica da fauna e da flora nativas da região de Joinville foi lembrada pela programação que comemorou os 150 anos do município. A Agremiação Joinvilense de Amadores de Orquídeas (AJAO), em parceria com instituições da cidade e apoio do governo municipal, inaugurou o Parque Adalberto Schmalz, no Saguaçu. Estudos científicos, exposições e o cadastramento de orquídeas nativas estão entre os trabalhos que devem ser desenvolvidos no local. Outras espécies de plantas também serão cultivadas no parque.

Fonte: Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente.

 

ÁREAS DE PRESERVAÇÃO AMBIENTAL - 1999

Morro do Boa Vista
Localizado na área urbana, o morro do Boa Vista é um dos referenciais mais importantes da cidade. Por localizar-se na área central, é um local turisticamente muito visitado, cujos atrativos são sua floresta extremamente significativa e o Mirante, onde é possível observar grande parte da vertente atlântica do nordeste catarinense.

Parque Morro do Finder
É o primeiro parque de preservação, conservação e educação ambiental de Joinville, criado pelo Decreto nº 7.056/93, com aproximadamente 500.00m². É uma área de grande interesse preservacionista, devido às espécies em extinção existentes no local. Sua flora e fauna, de grande exuberância, são exemplos característicos da biota que predomina na região, a Mata Atlântica ou Floresta Ombrófila Densa.
Dotado de trilhas de observação para pedestres, pista de mountain bike e área de repouso, o Parque Municipal Morro do Finder é uma opção de lazer, ligada à educação ambiental.

Área de Proteção Ambiental “Serra Dona Francisca”
Criada através do Decreto Municipal nº 8.055/97, abrange uma área de aproximadamente 516 milhões de metros quadrados, destinada especialmente à proteção dos remanescentes primários da Mata Atlântica e dos mananciais de água potável do município. Situada à nordeste do município, esta importante unidade de conservação visa fomentar, também, atividades ligadas à de educação ambiental, ao turismo ecológico e à proteção da fauna silvestre.

Fonte: Secretaria Municipal da Agricultura e Meio Ambiente

 

DISTÂNCIA RODOVIÁRIA DOS MUNICÍPIOS - 2002

Munipios
Distância (km)
Araquari
27
Balneário Barra do Sul
45
Barra Velha
50
Blumenau
91
Campo Alegre
68
Chapecó
600
Criciúma
347
Curitiba
130
Florianópolis
180
Garuva
40
Guaramirim
48
Itajaí 
90
Jaraguá do Sul 
56
Laguna 
292
Porto Alegre 
640
Rio de Janeiro 
964
São Francisco do Sul 
45
São Paulo 
535
Schroeder 
32
Tubarão 
300

 

DISTÂNCIA RODOVIÁRIA DOS MUNICÍPIOS - 1999

Municípios
Distância (km)
Araquari
27
Balneário Barra do sul
45
Barra Velha
50
Blumenau
91
Campo Alegre
68
Chapecó
600
Criciúma
347
Curitiba
130
Florianópolis
180
Garuva
40
Guaramirim
48
Itajaí
90
Jaraguá do Sul
56
Lages
337
Laguna
300
Porto Alegre
640
Rio de Janeiro
964
São Francisco do Sul
44
São Paulo
535
Schroeder
32
Tubarão
292

 

DISTÂNCIA RODOVIÁRIA DOS AEROPORTOS

Municípios
Distância (km)
Blumenau
118
Chapecó
613
Florianópolis
184
Forquilhinha (Criciúma)
395
Guarulhos (SP)
535
Lages
350
Navegantes
105
Porto Alegre (RS)
700
São José dos Pinhais (PR)
135

Fonte: Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Portuária (INFRAERO)

 

DISTÂNCIA RODOVIÁRIA DOS PORTOS

Municípios
Distância (km²)
São Francisco do Sul (SC)
45
Itapoá (SC)
78
Itajaí (SC)
87
Paranaguá (PR)
134
Imbituba (SC)
284
Laguna (SC)
298
Santos (SP)
607

 

DISTÂNCIA RODOVIÁRIA DOS PORTOS - 1999

Municípios
Distância (km²)
São Francisco do Sul
45
Itajaí
90
Paranaguá
134
Imbituba
276
Santos
607
Dionísio Cerqueira (Porto Seco)
780
Rio de Janeiro
964
Rio Grande
970

 

TURISMO - CONTATOS
   
Instituições
Telefone 
5º CRE – Coordenadoria Regional de Educação
(47) 3433-4958
62º Batalhão de Infantaria
 (47) 34332399
8º Batalhão de Polícia Militar do Estado de Santa Catarina
(47) 3431-8700
Banco do Brasil S.A.
0800 729 0722
CASAN – Companhia Catarinense de água e Saneamento S.A.
0800 643 0195
CELESC – Centrais Elétricas de Santa Catarina
0800 48 0120
CONURB – Cia. de Desenvolvimento e Urbanização de Joinville
(47) 3431-1500
Delegacia da Receita Federal
 (47) 34316300
Delegacia Regional de Polícia
(47) 3481-2800
Delegacia de Polícia Civil
(47) 3481-2101
Delegacia de Polícia de Prot. à Mulher, Criança e Adolescente
(47) 3433-9737
Delegacia de Polícia Federal
(47) 3431-6800
FUNDEMA – Fundação de Desenvolvimento do Meio Ambiente
(47) 3433-2230
IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia Estatística / Joinville 
(47) 3422-2998
INFRAERO – Aeroporto de Joinville
(47) 3417-4000
IPPUJ – Inst. de Pesquisa e Planejamento Urbano de Joinville
(47) 3431-3300
Porto de São Francisco do Sul
(47) 3471-1200
Prefeitura Municipal de Joinville
(47) 3431-3233
SANTUR – Santa Catarina Turismo S.A.
(48) 3212-6300
SCGÁS – Cia. de Gás de Santa Catarina
(47) 3454-4333
TELESC – Telecomunicações de Santa Catarina S.A.
(47) 3417-6157

 

MOBILIDADE - MOVIMENTO NO AEROPORTO DE JOINVILLE - 2002
             
Ano
Passageiros
Carga aérea (kg)
Aeronaves
Embarcados
Desembarcados
Embarcados
Desembarcados
  Pousos
Decolagens
1991
46.666
45.361
620.309
976.202
5.025
5.007
1992
39.745
39.386
553.501
827.101
5.031
5.032
1993
41.917
40.702
587.983
1.158.334
5.532
5.532
1994
50.075
49.020
376.194
1.294.074
5.954
5.953
1995
60.062
60.092
349.535
2.476.367
5.906
5.899
1996
68.882
66.495
471.566
2.333.174
6.791
6.777
1997
75.700
76.913
649.937
555.966
7.275
7.268
1998
91.341
96.043
747.982
515.994
7.181
7.150
1999
101.023
106.399
673.562
439.977
7.108
7.103
2000
113.904
118.120
567.227
439.948
7.579
7.754
Fonte: INFRAERO

 

MOBILIDADE - VARIAÇÃO NO MOVIMENTO NO AEROPORTO DE JOINVILLE (%) - 2002
             
Ano
             Passageiros
Carga aérea (kg)
Aeronaves
Embarcados
Desembarcados
Embarcados
Desembarcados
  Pousos
Decolagens
1991
13
7
24
-31
23
22
1992
-15
-13
-11
-15
0
1
1993
6
3
6
40
10
10
1994
20
20
-36
12
8
8
1995
20
23
-7
91
-1
-1
1996
15
11
35
-6
15
15
1997
10
16
38
-76
7
7
1998
21
25
15
-7
-1
-2
1999
11
11
-10
-15
-1
-1
2000
13
11
-16
0
7
9

 

MOVIMENTO NO TERMINAL RODOVIÁRIO DE JOINVILLE - 2002
         
Ano
Passageiros
Ônibus
Embarcados
Desembarcados
Chegada
Saída
1997
1.002.074
877.282
30.392
33.103
1998
910.214
822.945
29.406
31.862
Var. (%)
-9,19
-6,22
-3,26
-3,75
1999
847.595
649.803
18.344
28.843
Var. (%)
-6,86
-21,02
-37,61
-9,47
2000
818.604
579.369
12.795
28.642
Var. (%)
-3,42
-10,84
-30,25
-0,7
Fonte: Companhia de Desenvolvimento e Urbanização de Joinville (CONURB)

 

MOVIMENTO DE PASSAGEIROS NO SISTEMA DE TRANSPORTE URBANO EM JOINVILLE - EM MILHÕES - 2002
     
Ano
Passageiros
Variação %
1991
72.732
-1,1
1992
64.558
-11,24
1993
61.115
-5,33
1994
61.428
0,51
1995
66.780
8,71
1996
63.322
-5,18
1997
59.628
-5,83
1998
54.649
-8,35
1999
52.160
-4,55
2000
48.075
-7,83
Fonte: Transporte e Turismo Gidion Ltda     

 

MOTIVO DE VIAGEM
             
 
Turismo
Negócios
 
1998
1999
2000
1998
1999
2000
Joinville
67,66
89,69
83,14
32,34
10,31
16,86
Santa Catarina
91,71
91,03
93,14
8,29
8,97
6,86
Fonte: Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e Integração ao Mercosul / SANTUR