Política de Extensão                                                                 


A Política de Extensão da Univille tem por objetivo definir as diretrizes institucionais que orientam o planejamento, a organização, o gerenciamento, a execução e a avaliação dos cursos de extensão; prestação de serviços; eventos; atividades culturais, artísticas, esportivas e de lazer;  participação em instâncias comunitárias; projetos e programas desenvolvidos pela Universidade no que diz respeito a Extensão Universitária.

Esta política considera três macroprocessos:

•    Formação humanística, científica e profissional;
•    Inserção comunitária; e
•    Promoção da sustentabilidade socioambiental.

Cada um destes macroprocessos abrange atividades, processos, projetos e programas que envolvem mais de um elemento da estrutura organizacional, perpassando a Universidade, causando impacto significativo no cumprimento da missão e realização da visão e propiciando uma perspectiva dinâmica e integrada do funcionamento da Extensão alinhada a finalidade institucional e aos objetivos e metas estratégicos da Universidade.

Nos seções seguintes deste documento, cada um dos macroprocessos é descrito e são identificadas diretrizes específicas. Entretanto, considera-se que existem diretrizes gerais a serem observadas as quais se encontram descritas a seguir:


INDISSOCIABILIDADE ENSINO, PESQUISA E EXTENSÃO: assegurar a indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão.

QUALIDADE: gerenciar, executar e avaliar processos, projetos e programas considerando requisitos de qualidade previamente definidos e contribuindo para a consecução de objetivos e o alcance de metas.

CONDUTA ÉTICA: zelar pela construção de relacionamentos pautados em princípios éticos de transparência, honestidade e respeito aos direitos humanos e a sustentabilidade socioambiental.

TRANSPARÊNCIA: assegurar a confidencialidade, a imparcialidade, a integridade e a qualidade de dados e informações, norteando-se pelas normas que conduzem os processos desenvolvidos pela Univille.

LEGALIDADE: considerar a legislação vigente e as regulamentações institucionais relacionadas ao processos, projetos e programas desenvolvidos.

SUSTENTABILIDADE: capacidade de integrar questões sociais, energéticas, econômicas e ambientais no desenvolvimento de atividades, projetos e programas de Extensão, bem como promover o uso racional de recursos disponíveis e/ou aportados institucionalmente de modo a garantir a médio e longo prazos as condições de trabalho e a execução das atividades de Extensão.

AUTONOMIA: promover, de forma sistematizada, o protagonismo social a partir do diálogo com a comunidade.

PLURALIDADE: reconhecer a importância de uma abordagem plural no fazer extensionista que considere os múltiplos saberes e as correntes transculturais que irrigam as culturas.


A Política de Extensão na íntegra encontra-se no Capítulo 2 do PDI 2017-2021.